Esta ferramenta AI pode detectar texto escrito por outro AI - Anonymous Hacker

[Latest News][10]

Análise de Vulnerabilidade
ANDROID
ANONYMOUS
ANTI-DDOS
ANTI-SPYWARES E ADWARES
APK PRO
APOSTILAS
CIÊNCIA
CURSO PHP
CURSO TCP / IP
CURSOS
CYBORG
CYBORG FALÇÃO
DDOS
DEEPWEB
DICAS
DOCUMENTARIO
DoS
EXPLOIT
FACEBOOK
Ferramentas de rede
FORENSE DIGITAL
INVASÕES
IPHONE
JOGOS
KALI LINUX
Lixão
MAC OS
Malware
MySQL
NOTÍCIAS
PAGINA FAKE
PHP SCRIPT
Programa De Invasao
PROGRAMAÇÃO
PROGRAMAS
PROXY
SCRIPTS
SEGURANÇA
SHELL
SISTEMA OPERACIONAL
TÉCNICA DE INVASÃO
Termux
VIDEOS
VPN
WHATSAPP
WINDOWS
Wireless Attacks
z=

Esta ferramenta AI pode detectar texto escrito por outro AI


O desenvolvimento da IA ​​avançou o suficiente onde certas notícias podem realmente ser escritas por um computador sem qualquer informação de humanos. Isso pode ser perigoso, porque também significa que, uma vez que os computadores não precisam de sono, eles podem ser usados ​​em armas onde poderiam ser usados ​​para produzir notícias falsas depois de notícias falsas.


Existe o ditado de combater fogo com fogo, que é o que pesquisadores da Universidade de Harvard e do Laboratório AI do MIT-IBM Watson ter feito, 

onde eles desenvolveram uma nova ferramenta AI que tem a capacidade de identificar o texto que poderia ter sido gerado usando outro tipo de IA. Chamada de Sala de Testes de Modelo de Linguagem Gigante, esta ferramenta se baseia no fato de que a IA normalmente gera texto baseado em padrões estatísticos.

Basicamente, a ideia é que se um texto parece ser previsível demais para ter sido escrito por um humano, há uma chance de que ele possa ser escrito por um computador. A ferramenta pode ser usada para ajudar a detectar coisas como texto falso e desinformação, o que poderia ajudar na luta contra notícias falsas e bots

Já existem sites e organizações que se dedicaram à verificação de fatos, notícias e imagens falsas. , mas esperamos que com o uso da IA, se torne muito mais eficiente.

Sobre

trabalho com segurança da informação a 13 anos, grande parte desse tempo como professor. Fiz meu bacharelado em ciência da computação, especialização em segurança da informação e logo após, mestrado em ciência da informação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search