Polícia japonesa acusa uma aluna 13 anos de idade por compartilhar 'popup Malicioso' - Anonymous Hacker

[Latest News][6]

Adobe
Análise de Vulnerabilidade
ANDROID
ANONYMOUS
Anti Vírus
ANTI-DDOS
ANTI-SPYWARES E ADWARES
Antivírus
APK PRO
APOSTILAS
apps
Ativador
CIÊNCIA
Compartilhadores
Computador pc
CURSO PHP
CURSO TCP / IP
CURSOS
Cursos Diversos
CYBORG
CYBORG FALÇÃO
DDOS
DEEPWEB
Desenvolvimento Web
DICAS
Diversos
DOCUMENTARIO
DoS
Editor de Áudio
Editor de Imagem
Editor de Texto
Editor de Vídeo
Engenharia
EXPLOIT
FACEBOOK
Ferramentas de rede
FORENSE DIGITAL
Fundamentos financeiros
Gravadores
Internet
INVASÕES
IPHONE
JOGOS
KALI LINUX
Limpeza e Utilitários
Lixão
MAC OS
macOS
Malware
Manutenção de Pcs
MySQL
NOTÍCIAS
PAGINA FAKE
PHP SCRIPT
Produtividade
Programa De Invasao
PROGRAMAÇÃO
PROGRAMAS
PROXY
SCRIPTS
SEGURANÇA
Seo
SHELL
SISTEMA OPERACIONAL
TÉCNICA DE INVASÃO
Termux
tools
Utilitários
VIDEOS
VPN
WHATSAPP
WINDOWS
Wireless Attacks
z=

Polícia japonesa acusa uma aluna 13 anos de idade por compartilhar 'popup Malicioso'

Polícia japonesa acusa  uma aluna 13 anos de idade por compartilhar  'popup Malicioso'

A polícia japonesa trouxe, questionou e acusou uma aluna de 13 anos da cidade de Kariya por compartilhar online o código de exploração do navegador.
O código foi uma mera brincadeira que desencadeou um popup "unclosable" quando os usuários acessaram um certo link, informou a agência de notícias japonesa NHK .
O pop-up pode estar fechado em alguns navegadores - como Edge e Firefox no desktop - mas não pode ser fechado em outros, como o Chrome no desktop e a maioria dos navegadores móveis.
O pop-up foi hospedado em vários lugares on-line, e a polícia disse que o adolescente ajudou a espalhar os links (página arquivada aqui --não acessa em um dispositivo móvel).
A adolescente não criou o código malicioso, que foi compartilhado em fóruns on-line por vários usuários nos últimos anos.
A NHK informou que a polícia também revistou a casa de um segundo suspeito, um homem de 47 anos de idade de Yamaguchi, e também está procurando por outros três suspeitos pelo mesmo "crime" de compartilhar o link em fóruns na internet.
O Japão é um país que historicamente tem sido alvo de crimes cibernéticos, mesmo em suas formas mais leves.
Por exemplo, o Japão foi o primeiro país a mandar uma pessoa para a prisão por incorporar o script de criptografia do navegador Coinhive dentro de uma ferramenta de trapaça do jogo. Em julho do ano passado, as autoridades japonesas sentenciaram um homem de 24 anos a um ano de prisão, suspenso por três anos, apesar do homem ter ganhado apenas US $ 45 de suas façanhas.
Em setembro de 2017, a polícia japonesa também prendeu uma adolescente de 13 anos de Osaka, por criar, anunciar e vender um vírus móvel que bloqueava as telas de smartphones e impedia que os usuários usassem o dispositivo.
A polícia japonesa também prendeu um garoto de 17 anos em fevereiro de 2018 por criar malware que roubou as senhas das carteiras de criptomoedas, e outro de 14 anos em junho de 2017, por criar ransomware e depois compartilhar o código online, apesar do adolescente nunca usando o ransomware em nenhum ataque, e depois admitindo tê-lo criado como uma curiosidade.


Sobre Luiz Paulo

quando uma impressora desconhecida pegou uma galera do tipo e a mexeu para fazer um livro de espécimes do tipo. Ele sobreviveu não apenas cinco séculos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search